sexta-feira, 3 de dezembro de 2010

imprinting


Este termo tem estado entre as buscas do google e yahoo.answers ultimamente devido a um filme  que trata de um grupo de nativos americanos da tribo Quileute que descobre que tem o poder genetico de desenvolver o shapeshifting, ou seja, assumir formas de animais (lobos, no caso) para defender sua reserva em caso de perigo. No filme estenderam o comportamento de autoridade do macho alfa e de imprinting de casamento dos lobos à sociedade humana da reserva, gerando situações curiosas. Na cultura shamanica, o lobo representa a lealdade, a durabilidade e a força, muito provavelmente devido ao fenomeno do imprinting de casamento e de organização social.

A tradução aproximada do termo ingles imprinting seria "gravação", uma coisa que está gravada em nossa herança genetica, antigamente chamada genericamente de "instinto", e que assume o controle em situações e fases especificas, predispondo a comportamentos que visam preservar a sobrevivencia da especie.

Existe uma confusão entre o termo imprinting genômico, que diz respeito exclusivamente a genetica, e o behavioral imprinting, que é um comportamento adquirido devido a uma memoria hereditaria de fundo, que foi desenvolvida atraves dos tempos para proteger a continuidade da espécie e manter seleção natural com saldo positivo de evolução.
O chamado imprinting genômico ou parental, em que certos genes são expressos apenas por um alelo sobrepondo-se ao outro,  permite que apenas um dos pais transmita uma certa caracterisitca, como se fosse uma reprodução quase unilateral ou unicelular.

Entre homens e animais, tipos diferentes de imprinting acontecem em fases diferentes da vida, pontos criticos da sobrevivencia, como o imprinting filial  (identificar a figura materna, procurar proteção, contato físico e alimentação nela), o imprinting fraternal (identificar os seus irmãos, o grupo que tem a mesma origem e que deve ser mantido coeso para proteção mas não serve para procriação),  o imprinting de casamento (que busca um melhor parceiro em temos de continuidade genetica e organização social), e o famoso "relogio biologico", o imprinting de maternidade que move mulheres a quererem ter filhos e a adoções inter especies nos animais.

No caso dos lobos, o imprinting comportamental (behavioral) é responsavel pelo desenvolvimento social complexo das matilhas e pelo sucesso da seleção natural de linhagens cada vez mais eficientes enquanto caçadores, mantenedores de territorio, reprodutores de alta qualidade genetica e sobrevivencia da espécie. Apenas os lobos apresentam tal nível de especialização social, outros canideos como coyotes, cães e lobos guará mantem o grupo apenas entre mãe e filhotes, e durante algum tempo.
O imprinting de casamento é visto na seleção entre casais permanentes (parceiros de vida toda), uma especie de amor à primeira vista altamente apelativo. No fundo de memoria herdada ( que tem componentes geneticos pois envolve caracteristicas fisicas e ferormonios)  transmitida para a sobreviencia da especie se nota nuances muito mais complexas neste comportamento, por exemplo, o macho alfa nunca terá um imprinting de casamento com uma descendente genetica parente dos seus rivais ( imprinting reverso).
Isto faz com que ao se tornarem adultos, os machos que têm a genetica de alfa lutem entre si, e perdendo a competição pela liderança eles saiam da matilha para fundar outra, mantendo as linhagens geneticas da especie sem consanguinidade e altamente selecionadas, em constante competição pela liderança que por sua vez tambem define melhores possibilidades de sobrevivencia da especie.  Isto faz com que os lobos sejam os unicos carnivoros de vida grupal que têm mais de um macho adulto no grupo cooperando entre si, porque os que ficam automaticamente assumeme posições na hierarquia que não desafiem o alfa, e isto lhes permite um tipo de trabalho em grupo na hora de caçar que beira a telepatia, porque eles montam armadilhas muito complexas para onde dirigem a presa.
O elo entre o casal alfa é tão poderoso que mesmo após a morte do macho a fêmea ainda mantem sua posição hierarquica no grupo, que não será esquecida ainda que um novo casal alfa assuma a liderança da matilha, e proverá seus filhotes de proteção contra agressões do novo macho alfa,  e essa complexidade social faz com que os lobos tenham um nivel de ocupação de territorio e de evolução diferenciados entre os outros habitantes das florestas temperadas. Só para entender a diferença em termos de sociedade, no casos de grandes felinos por exemplo, só há um macho por grupo e quando a liderança é substituida ele mata todos os filhotes do seu antecessor.

O imprinting existe entre homens e animais, o cientista Konrad Lorenz demonstrou nos anos 70 que filhotes de patos que nunca tivessem visto a figura da mãe se apegariam à figura da primeira criatura ou objeto que vissem ao nascer (imprintig filial), e a seguiriam em fila e se anihariam ao redor dela como fariam com a mãe. Ele demonstrou isso assumindo a "paternidade" de uma ninhada que o seguia andando e nadando onde fosse.  Houve um filme recente em que uma ninhada de patos migratorios foi ensinada a voar em formação V pelo seu criador num ultra leve, porque tiveram o imprintig da figura dele ao nascer. 
Femeas de varias especies podem adotar "filhos" de outras, devido ao poderoso imprinting de maternidade associado aos hormonios reprodutivos, já vi cadelas amamentarem gatinhos e uma porca amamentar uma ninhada de cães, e em ambos os casos os filhotes consideram as mães "estranhas" como sua mães reais para todos os efeitos de proteção, obediencia e conforto. O caso mais estranho foi de uma galinha que adotou 7 cãezinhos, visto que ela não pode amamenta-los nem tem tamanho suficiente para abraçar a todos.

Os criadores de cavalos usam o imprintig para tornar os animais mais manejáveis, considerando que os potros recem nascidos têm uma tendencia herdada comportamental de permitir o contato fisico da mãe, que o esfrega com o nariz, os criadores passam a escovar o corpo todo dos potros diariamente, para eliminar o que chamam de "cócega", um tipo de reflexo que faz um cavalo não acostumado ao contato fisico escoicear qualquer coisa que o toque e não aceitar a sela de montaria em contato com seu corpo.

No grupo humano, situações de imprinting envolvem o "amor à primeira vista", casos raros, mas eventualmente observados, que correspondem ao poderoso apelo do imprintig de casamento dos lobos.
O mesmo imprinting reverso dos lobos tambem acontece entre humanos, como foi comprovado num estudo estatistico de gerações de crianças criadas em kibutz em Israel.  No kibutz as crianças de uma determinada idade são criadas numa mesma casa, como irmãos, sem contato diario com seus pais especificos. Isto acaba criando uma forma de imprinting de irmandade, que por seleção de memorias herdadas anula o interesse sexual de formação de parceiros ( porque a consanguinidade é um poderoso agente deteriorador de uma especie, e ameça a sua sobrevivencia), e se constatou que menos de 1% destas crianças se casa no futuro com algum dos seus "irmãos comunais".

O imprinting de casamento é muito poderoso tambem na organização social dos homens, é fato que um homem ou mulher bonitos atraem mais parceiros ( preservação da forma fisica da especie),  e tambem que pessoas bem sucedidas ou talentosas tambem atraem mais parceiros, terão mais chances de se reproduzir e transmitir estas qualidades.  A propria caracterisitca casadoura e fiel das mulheres se desenvolveu ao longo de milhares de anos  para preservar a proteção e criação dos filhos e do territorio, enquanto que a caracteristica  inconstante dos homens cumpre a função de transmitir o codigo genetico a um numero maior de parceiras.  O modelo do carro que dirigem e sua posição social tambem parece exercer um efeito poderoso sobre os parceiros potenciais.


Isso explica MUIIIITA coisa.
Imprinting é tudo, e parece que tudo é imprinting.
.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postar um comentário